/ Notícias / Notícia na íntegra

Programa "Melhor em Casa" já atende 48 pacientes em Içara

A iniciativa, que visa atender pacientes acamados em seus lares durante a semana, ainda conta com outros 20 pacientes em avaliação.

Publicado em Saúde • 22/09/2022
Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para o nosso grupo

 

A Secretaria de Saúde de Içara colocou em prática, no mês de agosto deste ano, o Programa Melhor em Casa. A proposta, que tem como objetivo cuidar de pacientes acamados em seus lares, já atende 48 pacientes e tem outros 20 em processo de avaliação. Estão envolvidos no programa 11 profissionais com disponibilidade para atendimento por 12h diárias. Além disso, aos finais de semana, a equipe de enfermagem está disponível caso o paciente precise de aplicação de injetáveis, curativos e demais procedimentos.

 

“Sabemos da importância que esse atendimento diferenciado tem trazido à vida das famílias içarenses. Iniciamos o programa faz pouco mais de um mês e já obtivemos retorno muito positivo dos pacientes, de seus familiares e cuidadores. Esse é mais um meio pelo qual proporcionamos um cuidado especial aos cidadãos de nossa cidade”, ressaltou a prefeita Dalvania Cardoso.

 

Segundo o secretário de Saúde, Sandro Ressler, até a implantação do programa os pacientes acamados eram atendidos pelos profissionais da atenção básica. “Com a chegada dos novos profissionais a atenção básica consegue focar especificamente nos atendimentos nas unidades de saúde e efetivar o trabalho com maior excelência, ao mesmo tempo em que nossos acamados são cuidados por um número maior de especialistas, ou seja, todos saem ganhando em qualidade e em atendimento personalizado”.

 

Entre as especialidades oferecidas estão: enfermagem (curativos, aplicações de medicamentos, avaliação de estado geral, etc); fisioterapia(motora e respiratória); fonoaudiologia (questões relacionadas à deglutição e a comunicação); medicina (avaliações, pequenos procedimentos, diagnóstico e prescrição médica); psicologia (atendimento para paciente e cuidador); assistência social (requisição de materiais especiais, soluções associadas a questões de aposentadoria e etc); nutrição (ajuste de dieta e avaliação antropométrica); farmacêutica (ajuste de prescrição, comunicação entre equipe e farmácia municipal e gestão de medicamentos).

 

Atendimento “Melhor em Casa”:

 

Para receber o atendimento dos especialistas do programa os pacientes precisam dar entrada via formulário enviado pela Unidade de Saúde da Família (USF) de referência do paciente ou por encaminhamento do hospital. Após o recebimento do formulário com dados do paciente, médico e enfermeiro fazem uma avaliação inicial e, posteriormente, discutem com a equipe que definirá se o paciente é elegível ou não, de acordo com as diretrizes do programa e a análise da realidade apresentada no município.

Para a realização dos serviços o Governo Federal destina R$ 56 mil/mês e a administração municipal complementa com mais R$ 14 mil.

 


Galeria de fotos